BAÚ DE TESOUROS

BAÚ DE TESOUROS

Mirian Lopes

Aqueles corpos sagrados tornaram-se abrigo. Desde então, foram transformados! Estavam sem viço e adormecidos, mas, do longo sono foram despertos. A suavidade do toque daquelas mãos os faziam desabrochar, como as flores na primavera. Somente elas portavam o segredo chamado "despertar", e traziam vigor para a pele, tal como o frescor da chuva a cair sobre a grama, cheiro de terra molhada! Os beijos quentes salpicados pelo corpo refletiam nos olhos, o brilho inconfundível: sentiam-se amados, sentiam-se plenos. Apenas um sopro de vida era capaz de enlevá-los e transformá-los, Rei e Rainha para o Reino de Amor!

Naquele tempo, gotas tocaram seus lábios: uma poção mágica. Desde então, permaneceram encantados! E toda a beleza daquele instante fora guardada no Baú de Tesouros, em algum lugar do coração. Finalmente, encontrou a chave para abri-lo, e cuidadosamente passeou com os olhos por cada relíquia. Lá estava o delicado brinco de cristal, outrora perdido; o nome escrito na pele com tinta vermelha-homenagem; os olhos desenhados à lápis preto, à sua maneira, contornando o mistério entre eles; uma face enigmática à procura de emoção; um rabisco de mãos entrelaçadas num pedaço de papel, simbólico; uma obra de arte construída a partir de cenários recortados desde a Pinacoteca até a audição barroca "Sento Nel Core", de Scarlatti, simplesmente singular! Imagens flutuantes e vivas, redesenhadas na alma. Contínuas transformações...  

Postagens mais visitadas deste blog

PSICOLOGIA SÓCIO-HISTÓRICA: SUBJETIVIDADE E MUNDO SOCIAL

DINÂMICA DE GRUPO - CONCEITOS DA TEORIA DE WILL SCHUTZ

PSICOMOTRICIDADE: PRINCIPAIS CONCEITOS