Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011

10 ERROS QUE PODEM COMPROMETER SUA RELAÇÃO COM O SEU CHEFE

Imagem
A relação com o chefe merece atenção especial. Algumas vezes a intimidade com o gestor dá liberdade para o funcionário exagerar no tratamento, nas maneiras de se expressar e até mesmo nas brincadeiras. Mas, cuidado para que essa relação não ultrapasse os limites. Para não deixar dúvidas de como se comportar com o seu superior, o Universia ouviu dez profissionais que comentam os principais erros a serem evitados.
Mentir
"Quando o funcionário mente, o risco do chefe descobrir pode ser fatal. Atitudes como esta geram quebra de confiança. Além disso, a mentira é sinal de falta de profissionalismo. Falar que vai fazer alguma coisa e fazer o contrário ou mesmo dizer que vai a algum lugar e ir para outro, são mentiras que mancham a imagem tornando-a irrecuperável. A depender da gravidade da mentira isso pode até gerar demissão".
Augusto Costa, Diretor Geral da Manpower - Soluções em Recursos Humanos. Deixar de emitir opinião
"Opiniões que agreguem valor ao que está sendo di…

SAIBA QUAIS OS 10 PRINCIPAIS ERROS NO TRABALHO EM EQUIPE

Imagem
Especialistas apontam atitudes que devem ser evitadas na hora de atuar em grupo
Cada vez mais o mercado de trabalho exige dos profissionais facilidade para trabalhar em equipe. Ocorre que em boa parte dos casos o sucesso no desempenho dessas tarefas esbarra na falta de bom-senso e de limites entre o que pode ou não ser feito ou dito. O Universia conversou com especialistas de carreira que listaram algumas atitudes imperdoáveis no relacionamento diário de uma equipe. Elas poderão ajudá-lo a não sofrer as conseqüências de uma piada fora de hora ou do mau-humor de um membro da turma.
Fazer fofoca de colegas ausentes
"Falar dos outros é sempre delicado. Portanto, se você tem algo a dizer para seu colega diga diretamente a ele. Desta forma, evita que o comentário seja mal interpretado e retransmitido por outros funcionários. Ao fazer uma crítica diretamente ao colega em questão você evita que seu comentário chegue distorcido aos ouvidos dele, o que pode gerar conflitos. Além disso, f…

SUPERAÇÃO PERMANENTE DAS NECESSIDADES E EXPECTATIVAS DOS CLIENTES

“A satisfação do cliente é um imperativo de sobrevivência empresarial”. Eis uma frase presente na maioria absoluta das organizações modernas, uma forma de expressão tão comum que já não nos surpreende. Organizações de todos os tipos e tamanhos estão perseguindo os clientes, numa tentativa, quase desesperada, de conquistá-los. Satisfazer o cliente passou a ser a palavra de ordem. Entretanto, poucos sabem como fazê-lo. Na verdade, são poucos os que realmente compreendem o real significado do conceito de satisfação do cliente. Segundo alguns estudiosos, a satisfação do cliente representa a atitude geral que ele expressa logo após o uso de determinado bem ou serviço. É o resultado que surge da avaliação e do julgamento que ele faz posteriormente a uma aquisição específica. No entanto, é importante ressaltar que a satisfação não deve ser vista apenas sob a perspectiva do indivíduo enquanto agente de consumo. Ela deve ser considerada sob um aspecto muito mais amplo e a cada dia mais import…

ESTÍMULO À LIDERANÇA EDUCADORA AO INVÉS DA GESTÃO TRADICIONAL

Literalmente, a liderança ganhou destaque depois que as empresas perceberam sua importância para a integração das equipes de trabalho.
Na era industrial, as organizações se acostumaram com dois tipos de líderes: o paternalista e o autoritário. Em linhas gerais, o líder paternalista é aquele que defini como os subordinados devem agir, fornece as informações necessárias a serem seguidas e requer obediência praticamente sem questionamentos. Ao mesmo tempo em que impõe suas opiniões, o líder paternalista procura manter uma aproximação amistosa com a equipe, transmitindo uma sensação de proteção. Note como, de certa forma, o comportamento paternalista se assemelha ao do pai que, apoiado em sua experiência de vida, determina como o filho pequeno deve agir, sem abrir muitos espaços para reclamações ou perguntas. Por sua vez, o líder autoritário atua de forma muito mais autocrática. Seu posicionamento é rigoroso e suas determinações devem ser seguidas à risca, sob pena de punições severas. …

VALORIZAÇÃO DAS PESSOAS E ADOÇÃO DE NOVOS PARADIGMAS

5. Valorização das pessoas e respeito às diferenças individuais.
Diferentemente do pensamento que vigorou ao longo da era industrial, para que as organizações de hoje sejam competitivas, elas necessitam respeitar as diferenças individuais de todos os seus trabalhadores. Nas palavras de Hamel e Prahalad: “As empresas necessitam abrir caminho para os rebeldes e subversivos, ou seja, precisa dar espaço para pessoas que freqüentemente questionam as normas e os padrões vigentes”. Há que destacar o fato de que muitos gestores possuem a tendência de valorizar aquelas pessoas que se parecem com eles, desprezando, ou até mesmo pré-conceituando, aquelas que possuem estilos de comportamento diferenciados. No entanto, esses gestores precisam entender que o que torna uma empresa visionária é a diversidade de ideais que ela pode gera. Portanto, não há como caracterizar pessoas por seus estilos, uma vez que não há um estilo melhor do que o outro. Todos os estilos são importantes desde que aproveitad…

CRESCIMENTO APOIADO EM UM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E RESPONSÁVEL

Durante a era industrial o crescimento tornou-se o objetivo básico de todas as atividades econômicas, ainda que para alguns estudiosos este fosse apenas um meio para se atingir outros objetivos mais importantes. No nível micro-econômico, as empresas foram estimuladas a buscar o crescimento de fatores como vendas, market-share ou produtividade, sempre sob o pretexto de assegurar o futuro. No nível macro-econômico, os paises buscaram a maximização do crescimento do seu produto interno bruto sob o pretexto de assegurar o bem estar da sociedade. Em todos os casos, a premissa subjacente era a de que o desenvolvimento só poderia ser alicerçado no crescimento. Portanto, quanto mais crescimento melhor. É claro que não há como dissimular a importância do crescimento. No entanto, a busca cega por esse requisito trouxe para a sociedade algumas conseqüências indesejáveis. Os desmatamentos e as queimadas jogaram enormes quantidades de dióxido de carbono na atmosfera e expuseram o solo ao efeito d…

SEDIMENTAÇÃO DE VALORES E CONVICÇÃO DA VISÃO DE FUTURO

2. Sedimentação dos valores que expressam a identidade corporativa
Você já notou como a maioria das pessoas está cansada de promessas não cumpridas, de ofertas não verdadeiras ou de garantias que não se sustentam? Quer seja no contexto político, quer seja no empresarial, a verdade é que a cada dia há menos espaços para engodos. É obvio que uma organização pode trapacear e, até mesmo, ganhar um bom dinheiro com isso, mas não será por muito tempo. O absolutamente certo é que ela jamais se tornará longeva.
Torna-se importante enfatizar que uma organização séria é aquela que possui valores fortes e consolidados, ou, em outras palavras, valores estabelecidos com base em princípios nobres, éticos e morais.
Portanto, as organizações precisam se expor, mostrar a cara, dizer no que acreditam e o que respeitam. Esse é, sem dúvida, o novo modelo mental que precisa ser difundido.

3. Forte convicção de todos quanto ao “norte” da organização
Durante a maior parte da era industrial, acreditava-se que…

1 - CONSCIÊNCIA DE QUE A EMPRESA É PARTE INTEGRANTE DO AMBIENTE

O primeiro aspecto que precisamos discutir em relação a este item, diz respeito ao entendimento de que as organizações empresariais do século XXI devem ser vistas como sistemas vivos em contraposição à visão mecanicista que dominou o pensamento gerencial dos três últimos séculos. A partir da década de 1950 quando as mudanças começam a ganhar velocidade e intensidade, o modelo mecanicista começa a se esvair gradativamente. Na medida em que as novas tecnologias emergem, dominando os processos produtivos e criando máquinas “inteligentes” que passam a fazer as tarefas rotineiras e repetitivas, antes realizadas pelo homem, as organizações vão pouco a pouco deixando de necessitar do trabalhador da força física. De repente o mundo empresarial se dá conta de que a nova era que estava surgindo, paralelamente ao declínio da era industrial, exigia um novo tipo de trabalhador, muito mais criativo e com uma enorme capacidade de enxergar estrategicamente o futuro.
Na era da transição, máquinas, pr…

NOVOS VALORES ORGANIZACIONAIS: O NOVO MODELO MENTAL NA ERA DE TRANSIÇÃO

Quando dizemos que uma organização está viva, significa que ela é criativa, adaptável, que pode aprender, evoluir e mudar. Essas propriedades são muito importantes no ambiente de negócios de hoje. Fritjof Capra
Vivemos um momento de grandes mudanças e incertezas. Apesar de sermos todos influentes e influenciados nesse processo, poucas são as pessoas que se dão conta do que realmente está acontecendo à sua volta. Mais ainda, poucas são aquelas que compreendem o real significado dessas transformações e suas implicações sobre nosso modo de viver, pensar e agir.
O modelo mental que desenvolvemos ao longo dos últimos 300 anos foi, sem dúvida, muito importante para lidar com as questões empresariais da era industrial. Mas não funciona mais.
Agora que estamos diante de uma nova realidade, precisamos encontrar um novo jeito de pensar e sentir em relação ao ambiente. Na verdade, precisamos desenvolver um modelo mental totalmente novo.
O Novo Modelo Mental
A seguir serão abordados oito temas ass…