Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

A LEVEZA DO SER

Imagem
A LEVEZA DO SER Mirian Lopes
Muito calor por aqui. Você já viu a lua? Perguntou-me o beija-flor. Este não só batia suas asas, serelepe, mas, tinha o poder da comunicação. Neste Céu, não é possível ver a lua, pois ele é cinza e encobre até as estrelas. Contudo, no Céu das lembranças é possível vê-lo estrelado, assim, como é o seu Céu beija-flor, salpicado de estrelas grandes e pequenas. Pareço uma adolescente, lá do interior. Sou mesmo. Adorava acordar com o cantar do galo, lá fora na beira da minha janela.  Ainda conservo minhas raízes; elas me fazem jovem. Adorava ficar sentada num banquinho, ora no quintal de casa, ora no portão sob a luz da lua, a olhar o céu para encontrar as constelações: as Três Marias de Órion, a Ursa maior, Centauro, e por aí vai... E você beija-flor? Já viu as Três Marias? Ah, são tantas estrelas que é difícil achá-las! Ele me disse.  Beija-flor, eu as vi sempre enfileiradas no Céu. E o Cruzeiro do Sul! Adorava andar com os pés na terra, deitar em baixo de árvo…

AZUL É A COR MAIS QUENTE

Imagem
Aí vai uma dica do Michael Jefferson, que hoje me contou sobre um filme interessante... Para os terapeutas de plantão e para os que se interessam pelo tema sexualidade humana, indico o filme AZUL É A COR MAIS QUENTE...

O filme “Azul é a Cor mais Quente” (La Vie d’Adèle, França/Bélgica/Espanha, 2013, Drama, 179 minutos) dirigido pelo tunisiano Abdellatif Kechiche, é delicado pela comovente história de amor entre duas adolescentes, que se revela lentamente e de forma envolvente; também é impactante, pois pode chocar os mais desavisados, pelas longas cenas ousadas de sexo entre duas mulheres. O diretor deste filme trata a questão da homossexualidade sem ressalvas. É excepcional o trabalho das duas protagonistas Emma (Léa Seydoux) e Adéle (Adèle Exarchopoulos) pela dificuldade e intensidade na realização das cenas do filme. Adèle descobre na cor azul dos cabelos de Emma sua primeira paixão por outra mulher e sem poder revelar seus desejos, se entrega a este amor secreto, enquanto encontra-…

COMER, REZAR, AMAR

Imagem
Um filme antigo...de 2010, que amei assistir mais uma vez .... 
COMER, REZAR, AMAR. Um filme baseado no livro de mesmo nome "Comer, Rezar, Amar" que reflete as vivências da autora, Elizabeth Gilbert, em uma linguagem simples e espontânea. A autora compartilha com o leitor os frutos de uma atitude assumida no auge do desespero de uma vida aparentemente destinada ao fracasso. Ao completar trinta anos, vivia um casamento considerado feliz, ao lado de um homem que a amava, em uma vasta residência recém-adquirida, alimentando o desejo de ser mãe, desenvolvendo uma trajetória profissional vitoriosa. Contudo, mergulha num estado de insatisfação, que a faz assumir a atitude de se libertar de todas as posses materiais, das opiniões alheias, das convenções sociais, de um trabalho socialmente aprovado, para ir em busca de si mesma da maneira mais inusitada. Ela decide analisar sua forma de ser e, para isso, escolhe particularmente três elementos de sua personalidade, associando cada um …

SHAME

Imagem
Aí vai uma dica de cinema: SHAME é um filme interessante. A pessoa que assisti-lo poderá amá-lo ou odiá-lo. Ele apresenta o contexto do transtorno hipersexual ou impulso sexual excessivo. É um filme dirigido pelo diretor londrino Steve McQueen, que trata de duas pessoas a procura de ajuda, embora incapazes de verbalizar com clareza o desespero que sentem. O filme apresenta reiteradas cenas de sexo, prazer, solidão e desespero, as quais revelam a complexidade da sexualidade em pleno século XXI; um retrato do lado vazio da vida de pessoas sem relações pessoais significativas, focadas numa rotina autodestrutiva. Na trama, Michael Fassbender faz o papel de Brandon, um homem charmoso de trinta e tantos anos que busca obter prazer sexual de todas as formas. Ele tenta conciliar a vida profissional, o vício sexual e o convívio com Sissy, a irmã mais nova que invadiu a sua vida e o seu apartamento, papel interpretado pela atriz Carey Mulligan. O filme tem cenários interessantes acompanhados de…