Postagens

Mostrando postagens de 2010

Antirretroviral pode reduzir risco de contrair vírus da aids

Um estudo internacional com a participação de 11 centros de pesquisas, entre eles a Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), revelou que o uso da pílula Truvada, uma combinação de dois antirretrovirais já existentes — o tenofovir e o entricitabina – pode reduzir em até 73% o risco de se contrair o vírus HIV.
Participaram do estudo 2.499 voluntários que foram avaliados durante 3 anosOs resultados da pesquisa foram divulgados no dia 23 de novembro, após a publicação do artigo científico no periódico The New England Journal of Medicine, e representam um grande avanço na prevenção da Aids em todo o mundo.
Além de três centros de pesquisas brasileiros (USP, Fiocruz e UFRJ), o estudo foi conduzido por instituições do Equador (Guaiaquil), Peru (Lima e Iquitos), África do Sul (Cidade do Cabo), Estados Unidos (São Francisco e Boston) e Tailândia (Chiang Mai).
Participaram do estudo 2.499 voluntários, grupo composto por homens, travestis e transsexuais femininas, que tinham como parceiros sexuais pes…

FORMAS DE EXPRESSÃO DO MOBBING

As informações a seguir foram extraídas do artigo: Liliana Andolpho Magalhães Guimarães, Adriana Odalia Rimoli. “Mobbing” (Assédio Psicológico) no Trabalho: Uma Síndrome Psicossocial Multidimensional. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Mai-Ago 2006, Vol. 22 n. 2, pp. 183-192 - Universidade Católica Dom Bosco.  Disponível no link  http://www.assediomoral.org/IMG/pdf/Mobbing_conceitos.pdf
GRUPOS DE AÇÕES MECANISMOS
Manipulação da comunicação da vítima
- Negação de informação relativa ao posto de trabalho, como as funções e responsabilidades, os métodos de trabalho: a quantidade, qualidade e prazos do trabalho a ser realizado.
- Comunicação hostil explícita, com críticas e ameaças públicas.
- Comunicação hostil implícita, como o não dirigir palavra, ou negar cumprimento.
Manipulação da reputação da vítima
- Realização de comentários injuriosos, com ridiculizações públicas, relativas ao aspecto físico ou às idéias ou convicções políticas ou religiosas.
- Realização de críticas sobre o profissionalism…

MOBBING: O QUE É?

Atualmente, observa-se comportamentos de pessoas, nas organizações, que tendem a uma prática de violência invisível, denominada Mobbing. O termo ainda é pouco conhecido e é importante que mais pessoas se conscientizem deste assunto, com a finalidade de se evitar danos que este tipo de violência pode causar para saúde dos trabalhadores e para o ambiente de trabalho.
De acordo com MOURA 2008, Mobbing é um termo inglês to Mob, e significa maltratar, atacar, perseguir, tumultuar, importunar e assediar. Este termo pode ser definido como assediar por interesse, admiração, ataque ou para importunar (TROMBETTA, 2005).
É toda e qualquer conduta que caracteriza comportamento abusivo, freqüente e intencional, através de atitudes, gestos, palavras ou escritos que possam ferir a integridade física ou psíquica de uma pessoa, colocando em risco seu emprego ou degradando seu ambiente de trabalho. Constitui-se como uma experiência subjetiva que acarreta prejuízos práticos e emocionais para o trabalhad…

O FATOR HUMANO NA GESTÃO

Fernando Cyrino


Um olhar cuidadoso e diferenciado da liderança da organização sobre o fator humano é chave para o sucesso na gestão.
Liderar projetos não é algo simples. Não basta ter competências técnicas atualizadas, visão do negócio e clareza do que queremos. Caso não se coloque um olhar cuidadoso e especial sobre as pessoas envolvidas é provável que ocorram problemas. É o que tenho visto não poucas vezes em todos os tipos de organização. Mesmo a instituição ou empresa contando com sofisticada e atual tecnologia, tendo gente técnica altamente especializada e havendo dinheiro disponível, os problemas, quando não se cuida do fator humano, teimam em aparecer.
É claro que tecnologia, provisão orçamentária, bons equipamentos e ferramentas, são todos absolutamente necessários. São a ficha inicial para se entrar no jogo e sem estes não se irá a lugar algum. Só que a partida é jogada por gente, e aí, caso as pessoas não estejam com as suas competências atualizadas, motivadas e totalmente co…

A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO INTERNA NAS ORGANIZAÇÕES

Artigo de Quézia de Alcantara Guimarães Leite*
Hoje, apesar de termos muitas formas de obter informações e conhecimentos, nem sempre estamos nos comunicando. Existe grande diferença entre comunicação e informação. Numa empresa não é diferente. Muitas informações são produzidas e causam impacto na vida dos funcionários, mas nem sempre geram mudanças de atitudes, ou ainda, causam confusão porque não foram divulgadas da forma adequada. Outras informações sequer chegam aos verdadeiros destinatários porque um gestor não identificou a essência comunicativa de determinado fato. Daí o valor da Comunicação Interna numa organização.
O que é Comunicação Interna?
A Comunicação Interna são as interações, os processos de trocas, os relacionamentos dentro de uma empresa ou instituição. Também chamada de Endocomunicação, a Comunicação Interna é responsável por fazer circular as informações, o conhecimento, de forma verticalmente, ou seja, da direção para os níveis subordinados; e horizontalmente, entre…

PROF MARINS - CAUSAS DO FRACASSO NA LIDERANÇA

Encontrei estas dicas que valem a pena compartilhar...




12 CAUSAS DO FRACASSO NA LIDERANÇA

Escrito por Luiz Marins



"AS 12 MAIORES CAUSAS DE FRACASSO NA LIDERANÇA"

Richard Denny, autor e consultor inglês fez uma extensa pesquisa sobre as causas de fracasso na liderança e chegou à seguinte conclusão:

1. Incapacidade de organizar detalhes

2. Falta de disposição para fazer o que se pede para os outros fazerem

3. Expectativa de pagamento pelo que se sabe, ao invés do que se realiza

4. Medo da competição dos outros

5. Ausência de pensamento criativo

6. Síndrome do "EU"

7. Excesso de licenciosidade

8. Deslealdade

9. Ênfase demais na autoridade

10. Ênfase demais no "título"

11. Ausência de compreensão dos efeitos negativos de um ambiente negativo

12. Ausência de bom senso


Há algumas causas que parecem óbvias, outras interessantes, outras realmente novidades, como o "Excesso de Licenciosidade". Diz Denny que líderes que não sabem manter o respeito de seus…

CELINE DION - Quand On N’a Que L’amour

Quand on n'a que l'amour

À s'offrir en partage

Au jour du grand voyage

Qu'est notre grand amour

Quand on n'a que l'amour

Mon amour toi et moi

Pour qu'éclatent de joie

Chaque heure et chaque jour

Quand on n'a que l'amour

Pour vivre nos promesses

Sans nulle autre richesse

Que d'y croire toujours

Quand on n'a que l'amour

Pour meubler de merveilles

Et couvrir de soleil

La laideur des faubourgs

Quand on n'a que l'amour

Pour unique raison

Pour unique chanson

Et unique secours

Quand on n'a que l'amour

Pour habiller matin

Pauvres et malandrins

De manteaux de velours

Quand on n'a que l'amour

À offrir en prière

Pour les maux de la terre

En simple troubadour

Quand on n'a que l'amour

À offrir à ceux-là

Dont l'unique combat

Est de chercher le jour

Quand on n'a que l'amour

Pour tracer un chemin

Et forcer le destin

À chaque carrefour

Quand on n'a que l'amour

Pour parler aux canons

Et rien qu'une …

CARTAS A UM JOVEM POETA

Li um artigo sobre "Como ler e escrever poesia" (http://www.pucrs.br/gpt/poesia.php) e resolvi postar aqui belas e verdadeiras linhas  referentes a arte poética. Trata-se de uma carta em resposta à um jovem que aspirava se tornar poeta...
Dignas de nota são também as cartas de Rainer Maria Rilke (1875-1926), o maior poeta da língua alemã do séc. XX.
Rilke recebe uma carta de um jovem chamado Franz Kappus, que aspira a se tornar poeta e que pede conselhos ao já famoso escritor. O fato dá início a uma troca de correspondências na qual o poeta responde aos questionamentos do rapaz e expõe suas opiniões a respeito de ser poeta, da necessidade de escrever, da criação artística, entre outros assuntos.
Foram dez as cartas, das quais transcrevemos a primeira.
Primeira Carta de Rainer Maria Rilke
Paris, 17 de fevereiro de 1903
Prezadíssimo Senhor,
Sua carta alcançou-me apenas há poucos dias. Quero agradecer-lhe a grande e amável confiança. Pouco mais posso fazer. Não posso entrar em consid…

PSICOMOTRICIDADE: PRINCIPAIS CONCEITOS

INTRODUÇÃO
O cérebro é considerado o órgão que integra a motricidade, que elabora e reintegra os seus efeitos. Nascemos com uma relação inconclusa entre o corpo e o cérebro que não tem vias de comunicação, nem de interação. Portanto é o desenvolvimento da motricidade que vai proporcionar essa comunicação estreita entre o centro e a periferia. A função da motricidade é o meio através do qual a inteligência se edifica e organiza-se e é o meio através do qual essa inteligência se manifesta.
A integração sucessiva da motricidade implica a constante e permanente maturação orgânica. Ela é a interação de diversas funções motoras (perceptivomotora, neuromotora, psicomotora, neuropsicomotora, etc). A atividade motora é de suma importância no desenvolvimento global da criança. É através da exploração motriz, que a criança desenvolve a consciência de si mesma e do mundo exterior. Essa motricidade humanizada é aquilo que designamos por psicomotricidade.

1. HISTÓRICO E DEFINIÇÃO

No século XIX, o corp…

PSICOLOGIA SÓCIO-HISTÓRICA: SUBJETIVIDADE E MUNDO SOCIAL

INTRODUÇÃO
A Psicologia Sócio-Histórica é uma vertente teórica da Psicologia, cujas proposições ligadas ao conhecimento do homem e sua subjetividade estão guiadas pela concepção materialista dialética. Ela surge no inicio do século XX, na União Soviética, momento em que esta procurava reconstruir suas teorias científicas a partir do referencial marxista. Os autores que definem os fundamentos teóricos são: Alexandr Romanovich Luria (1902-1977); Aléxis Nicolaievich Leontiev (1903-1979) e Lev Seminovichi Vigotski (1896-1934).
Vygotski propôs-se a construir uma Psicologia guiada pelos princípios e métodos do materialismo dialético, destinando sua produção à descrição e explicação da construção e desenvolvimento do psiquismo e comportamento humano, a partir das funções psicológicas superiores (pensamento, linguagem e consciência), guiando-se pelo princípio da gênese social da consciência. O humano se constitui pela relação do homem com a realidade, não só enquanto meio social imediato, mas …