sexta-feira, outubro 26, 2018

MINHAS ÁREAS DE ATUAÇÃO EM PSICOLOGIA & SEXOLOGIA

Saiba mais sobre os serviços e especialidades em psicologia e sexologia.
Marque sua consulta online ou presencial.


terça-feira, junho 19, 2018

O QUE É TERAPIA SEXUAL | INDICAÇÕES DE CONSULTA SEXOLOGIA CLÍNICA


CONSULTA SEXOLOGIA CLÍNICA | TERAPIA SEXUAL


CONSULTA PSICOLÓGICA PARA GESTANTES


CONSULTA PSICOLÓGICA PARA ADOLESCENTES


CONSULTAS DE PSICOLOGIA CLÍNICA E SEXOLOGIA CLÍNICA


ATENDIMENTO PSICOLÓGICO ONLINE


O ATENDIMENTO PSICOLÓGICO ONLINE aborda de modo focado as questões pontuais e específicas sendo feito pela Internet com sessões de orientação psicológica. Utiliza aplicativos de comunicação por voz e vídeo em tempo real (SKYPE), mensagens instantâneas de texto (WHATSAPP) ou correio eletrônico (EMAIL). É necessário que o atendimento seja feito através de um computador ou dispositivo (CELULAR ou TABLET) com conexão estável de banda larga na Internet, e também, já instalados a webcam, microfone, headfone ou autofalantes e o aplicativo SKYPE, caso prefira o atendimento por voz e vídeo em tempo real. Cada sessão de atendimento online tem a duração de até 60 minutos, mantendo-se assim focada e objetiva. O atendimento online não pretende substituir o atendimento presencial, sendo em alguns casos, necessária a indicação de psicoterapia presencial.

O ATENDIMENTO PSICOLÓGICO ONLINE é destinado a pessoas que falam o idioma português, maiores de 18 anos. É dirigido aos vários problemas psicológicos tais como: ansiedade, distúrbios alimentares, dificuldades de relacionamento amoroso, disfunções sexuais, dificuldades no contexto profissional e familiar, timidez, orientação vocacional. Esta modalidade de intervenção à distância está prevista no Código Deontológico da Ordem dos Psicólogos Portugueses e está profissionalmente e legalmente enquadrada pela Sociedade Internacional para a Saúde Mental Online ( http://ismho.org/) e pela American Psychological Association.

BENEFÍCIOS DO ATENDIMENTO ONLINE 
É seguro – Flexibilidade de horários – Acessível – Facilidade na comunicação – A qualquer hora, em qualquer lugar – Atendimento via Skype

O SIGILO PROFISSIONAL
O atendimento online, assim como a presencial é totalmente confidencial, e deve seguir as mesmas obrigações éticas inerentes ao exercício profissional do psicólogo: privacidade e confidencialidade.

FALTAS E ATRASOS
Em casos de desistência a psicóloga deve ser comunicada com 24 horas de antecedência através do e-mail dra.mirian.valente@gmail.com
Caso ocorra problemas técnicos ou de conexão por parte da psicóloga, o atendimento será reagendado em nova data e horário sem nenhum ônus para o cliente.

FORMA DE PAGAMENTO
Consultas de 60 minutos: 40 €. Pagamento por transferência bancária.

AGENDAMENTO DA CONSULTA
O cliente deve enviar email para dra.mirian.valente@gmail.com para agendar a consulta. Após o envio do seu email, a resposta será enviada com as informações necessárias em até 24hs.

PSICÓLOGA RESPONSÁVEL PELO PELO ATENDIMENTO
Dra. Mirian Valente - OPP: 22588

sexta-feira, março 09, 2018

RESPEITO E SOU RESPEITADO?


Respeito e sou respeitado? 

Fala-se tanto em respeito, fala-se! É um discurso! Mas, na prática, será que o respeito deixa de ser discurso e torna-se ação? São questões tao importantes e delicadas que merecem atenção. O quanto você se respeita? O quanto você respeita o outro? O que isto significa pra si? Como passar da palavra para a ação? 

O termo respeito, vem do latim respectus, particípio passado de respicere, que significa “olhar outra vez”, de re-, “de novo”, mais specere, “olhar”. Ou seja, algo que merece ser olhado outra vez, que merece uma atitude de consideração e reverência. É um sentimento positivo e que tem a ação de apreço, de consideração, de reconhecer o que é valoroso. É um valor de grande importância nas interações sociais, nas relações humanas, e que promove uma convivência saudável. 

Para ser respeitado é preciso fazer-se respeitar ou saber se respeitar, o que muitas vezes não acontece. Respeitar não significa concordar com tudo ou com todos os pontos de vistas das pessoas, mas é saber lidar com a diversidade humana e sua singularidade. Respeitar não é discriminar, humilhar, desvalorizar ou ofender uma pessoa, sua forma de viver e suas escolhas (desde que não cause dano aos outros). Respeitar está ligado a educação. 

Respeitar uma pessoa é compreender que ela é um ser humano tal como você é. Respeitar é não invadir o espaço do outro. É preciso zelar pela relação que se tem, seja ela qual for. Ninguém é obrigado a suportar as grosserias no momento de mau humor de uma pessoa, ou suportar perguntas inconvenientes ou insitir em uma conversa quando o outro não quer conversar, por exemplo. Uma pessoa grossa não se importa em como os outros se sentem, e por fim desperta antipatia. 

Respeitar envolve bom senso, intuição e discernimento do que é adequado ou inadequado para tomar a atitude certa em cada situação, sem que alguém precise dizer como você deve agir. Uma pessoa sensata tem a capacidade de analisar suas ações e atitudes e verificar se esta sendo desagradável de modo a se prejudicar e prejudicar a outros. Portanto, se quisermos ser respeitados devemos respeitar primeiro.

Texto: Dra. Mirian Valente

Prazer em conhecer! Eu sou a Vagina!


Prazer em conhecer! Eu sou a Vagina! 



Fui criada não apenas para ser a porta de entrada da vida, por onde as células vivas daquele que amo e que me ama, correm ao encontro das células também vivas que habitam o corpo onde estou integrada, gerando assim nova vida, e que depois de constituída vem à luz através da minha passagem. 

Fui criada para conectar todo o corpo e as emoções aos estados de graça, de bem-estar, de prazer e de felicidade. Estou em seu corpo, existo para te trazer alegria! Não sou feia como muitos costumam exergar e como você mesmo à vezes pode supor, que engano! Pelo contrário, sou toda bela. Tenho em mim uma beleza singular, na forma, na textura, na sensibilidade e no jeito de funcionar. Fui constituída de modo tão incrível que sou capaz de capturar as diversas sensações, pois tenho integrada em mim mais de oito mil terminações nervosas capazes de transmitir sensações maravilhosas para toda a parte do corpo a que pertenço, e que pode se expandir até a alma. 

O meu nome é lindo, Vagina! Mas, é pena que muitos preferem me nomear com outros termos perjorativos que não representam a grandeza de minha natureza. Pra muitas mulheres ainda sou um mistério, estou invisível, sequer existo em minha totalidade. Apenas estou lá sem seus corpos com a finalidade de dar à luz e ponto, ou sem finalidade, acredita? Sequer conseguem olhar para mim! Até me acham uma parte intrusa em seus corpos, se escondem, sentem-se constrangidas de descobrirem o que realmente sou. 

Houve um tempo em que eu era intocável, sequer no banho podiam me dar o cuidado adequado. Mas, isso já não pode ser assim! Estou aqui, você já me ouviu falar contigo? Tenho minha própria linguagem. Por vezes, não me dedicam o cuidado que mereço. Sofro violência, negligência, descaso. Muitas vezes, não recebo amor e carinho, estou lá nos corpos como um objeto qualquer. Quando isso acontece, ah! Como sofro. Em alguns corpos, sinto dor, sinto desamor, sinto vontade de desaparecer, até fico cansada! É um vazio sem fim! 

Não sabem como lidar comigo. Não entendem que estou integrada ao corpo, que não estou fora do corpo, excluída ou morta. Ouça, eu tenho vida, quando é que você vai entender que estou aí em ti? Não sabem como tocar-me, como cuidar de mim. Eu a Vagina, sou bela e existo em seu corpo. Devo ser respeita, amada, cuidada e admirada como sou!


Arte: Hilde Atalanta
Texto: Dra. Mirian Valente



quinta-feira, fevereiro 15, 2018

VAGINA SAUDÁVEL

A vagina lubrifica-se por meio de uma secreção fluída de glândulas semelhantes às glândulas sudoríparas da pele, e não necessita obrigatoriamente de contato sexual direto para que isso aconteça, pois muitas mulheres ficam úmidas também por pensarem ou lerem algo sobre sexo. Contudo, a estimulação da vagina desempenha um papel importante no alcance do orgasmo feminino. A secreção vaginal tem um odor sexual, mas muitas mulheres podem achar desagradável ou podem ter medo de que seja desagradável para o parceiro. O fato é que todas as secreções do nosso corpo tem cheiro, e uma vagina saudável também tem seu próprio cheiro não sendo nenhum motivo para complexos. A vagina possui a segunda maior concentração de bactérias do corpo, mas não é necessário comprar um sabonete específico ou desodorante íntimo por causa disso, pois a flora vaginal balanceia o pH de modo a evitar os germes causadores de doenças. O problema é que o uso excessivo de sabonetes íntimos pode prejudicar o nível de acidez dessa região, pois elimina a proteção natural e facilita a proliferação de germes nocivos, provocando assim danos à saúde.

Dra. Mirian Valente - CRP 06/99520
Arte: Jacqueline Secor.

O CANAL VAGINAL


Abaixo do clitóris esta o canal urinário e abaixo deste, o canal vaginal. Este canal é capaz de se expandir na excitação sexual, podendo se dilatar e se alongar de modo a acomodar o pênis, não sendo o tamanho do órgão masculino causador de qualquer dano. A falta de lubrificação adequada é que pode resultar em desconforto. Além disso, durante o parto, o canal vaginal pode chegar a expandir-se até 10 cm. A vagina não muda permanentemente por causa da penetração durante a atividade sexual. Sua forma é diferente em cada pessoa, e se ela está “apertada” pode indicar que não há excitação ou lubrificação suficiente para a penetração.

Dra. Mirian Valente - CRP 06/99520
Arte: Jacqueline Secor.

INTIMIDADE COM A VAGINA


Quando o assunto é falar sobre o órgão sexual feminino, ainda hoje existem muitas mulheres que não gostam do nome vagina ou vulva, e preferem referir-se a ela por apelidos. Porém, muitos apelidos são perjorativos e trazem uma ideia negativa que interferem no autoconhecimento da vagina. Devido a uma educação repressora e a falta de conhecimento, muitas mulheres foram ensinadas que a vagina é feia, e que tocar a vulva com as mãos era algo considerado deselegante. O resultado é que muitas mulheres sequer tiveram a coragem de encará-la com o auxílio de um espelho, ficam constrangidas ao falar da vagina em uma consulta médica ou até mesmo deixam de ir ao ginecologista por medo ou vergonha. Além disso, ainda não conseguem nomear as estruturas do seu órgão sexual. Contudo, é preciso mudar este olhar e desenvolver melhor intimidade com a vagina, sobretudo para cuidar da saúde e ter uma vida sexual mais satisfatória.


Dra. Mirian Valente - CRP 06/99520
Arte: Duvet Days

CLITÓRIS


PEQUENOS LÁBIOS


VULVA


A BELEZA DA VULVA


Porque não falar da beleza dos órgãos sexuais? Muitas mulheres ignoram a estrutura de seus órgãos sexuais e muitos homens também. O fato é que o desconhecimento desta estrutura, às vezes pode tornar uma experiência sexual inicial em algo traumático para mulher, especialmente se o homem não conseguir excitar suficientemente a mulher e penetrá-la antes dela estar preparada. Quando os parceiros conhecem mais e melhor sobre a sexualidade, podem desfrutar de uma vida sexual satisfatória e agradável. Portanto, partilho um pouco mais de conhecimento sobre a vulva, aqui representada pela a artista holandesa Hilde Atalanta que criou várias ilustrações com objetivo de celebrar a beleza e a diversidade da vulva!
https://www.thevulvagallery.com/gallery

SEXUALIDADE E ENVELHECIMENTO


A vida é feita de ciclos. Há transformações, momentos distintos, e cada ciclo tem sua graciosidade, seu valor singular. Chegar à meia idade ou experimentar o processo de envelhecimento, nem sempre parece ser algo fácil de lidar para muitos. Envelhecer não significa ter uma vida assexuada com o passar dos anos, ou não ter uma vida sexual saudável e satisfatória. Pelo contrário, envelhecer pode significar ter uma vida com possibilidade criativa para o amor. Há modificações dos padrões eróticos que precisam ser melhor entendidos e aceitos. As dificuldades sexuais que se apresentam neste ciclo de vida são muitas vezes em relação à resposta biológica, e é claro que interferem no plano emocional, e até mesmo na autoestima. Por exemplo, o homem poderá apresentar a necessidade de estimulação mais direta do penis para uma perfeita ereção, e terá um período refratário maior. A mulher terá sua capacidade de lubrificação diminuida e ocorrerá um maior ressecamento vaginal. Estas dificuldades podem levar as pessoas a desenvolverem frustrações e até mesmo terem desempenho sexual insatisfatório ou deixarem a atividade sexual de lado, afastando-se do parceiro ou parceira, sublimando o desejo, investindo assim suas forças no trabalho, no estudo, em lazer, ou seja, em qualquer outra atividade que esteja em conformidade com seus valores. Portanto, é importante que ocorra uma modificação na maneira de lidar com a sexualidade nesta fase da vida. Uma comunicação franca entre os parceiros sobre as dificuldades encontradas, onde cada um possa ouvir e ser ouvido, um maior esclarecimento específico sobre a sexualidade, uma nova aprendizagem que faça com que cada um descubra suas potencialidades ignoradas, poderá levar a uma experiência mais satisfatória em relação ao desempenho sexual e ao relacionamento amoroso. É preciso encontrar caminhos para sair do conformismo e da acomodação. É preciso cultivar o amor e a compreensão entre os parceiros. O sexo-genital não é a única forma de prazer, isto quer dizer que um erotismo mais difuso, onde exista o despertar para outras formas de prazer, tais como, partilhar juntos, massagens relaxantes, perfumes, músicas, passeios curtidos em um clima de amor e carinho, alternativas diárias que ampliam a comunicação e a intimidade consigo e com o outro. Finalmente, chegar a meia idade e desfrutar de uma vida sexual satisfatória e saudável requer uma mudança de hábitos e de comportamento, onde é possível manifestar o amor ao longo dos anos, sem deixar o relacionamento cair no silêncio e na solidão a dois!

Dra. Mirian Valente – CRPSP 99520

segunda-feira, janeiro 29, 2018

PROJETO A ARTE DE VIVER A DOIS



​Relacionamentos amorosos fortes e saudáveis melhoram a vida em todos os aspectos, podem ser a fonte de felicidade e são um investimento. Porém, quando os relacionamentos não funcionam podem resultar em insatisfações, dificuldades e chateações. A boa notícia é que você pode tomar decisões e fazer escolhas para melhorar seu relacionamento amoroso. Saiba que no investimento amoroso as recompensas são muito maiores do que os esforços!

Portanto, o PROJETO A ARTE DE VIVER A DOIS, organizado pela Psicóloga e Sexóloga Mirian Bernardes Lopes Valente CRP 06/99520, tem a finalidade de orientar:
  • as pessoas solteiras que desejam entender melhor a dinâmica dos relacionamentos;
  • as pessoas que estejam bem em seu relacionamento e desejam melhorar ainda mais a relação;
  • as pessoas que desejam entender as dificuldades de seu relacionamento e querem melhorar.

Neste projeto serão realizados encontros online via Skype e os materiais de leitura serão disponibilizados via e-mail.

Serão realizados 20 encontros, sendo um encontro semanal online com duração de uma hora cada. 

Nos encontros serão abordados:
 
  • A importância de escolher, criar, manter e melhorar o relacionamento amoroso;
  • As principais causas do desgaste do relacionamento amoroso;
  • O poder da comunicação empática;
  • A consciência do amor próprio e das necessidades emocionais no relacionamento amoroso;
  • A liberdade para amar sem medo e ressentimentos;
  • Desenvolvendo a intimidade, a cumplicidade e o romantismo no relacionamento amoroso.

​Forma de pagamento: Transferência ou Depósito Bancário.

Tem alguma dúvida? Entre em contato conosco através do email psicoeduart@gmail.com

CONVERSE COM SEU FILHO SOBRE SEXUALIDADE.

A sexualidade nasce com os seres humanos, e além de ser uma das esferas mais importantes da vida, é inerente à sua condição natural. Ela está presente ao longo da vida, embora nem sempre sejamos conscientes dela. Primeiro esta presente em estado latente e depois vem brotando vivamente na puberdade até se instalar na plenitude da maturidade e se estendendo até a velhice.

Nos bebês é uma conduta institiva que os leva a explorarem com simplicidade os seus genitais, tal como acontece com as outras partes do corpo. Na primeira infância, as crianças sentem uma viva curiosidade que é o que as levam a inventarem jogos para explorarem as diversas zonas do próprio corpo, e que mais tarde serão a base de sua vida sensual. Também em brincadeiras com outras crianças comparam entre elas as semelhanças e as diferenças existentes.

É nesta tenra idade que interrogam aos adultos sobre as diferenças que percebem entre os seus corpos e os dos mais velhos: - porque os homens da família tem o pênis maior do que o deles? Porque alguns tem barba e bigode? Porque os seios da mãe são maiores do que os das meninas? Como nascem os bebês? e outras perguntas. Aquilo que parece ser uma saudável curiosidade durante a infância, por causa da observação do seu próprio corpo e dos outros, na puberdade torna-se um assunto pessoal, porque é nesta fase que se tornam protagonistas de uma autêntica transformação.

Portanto, o que conversar com seus filhos? respeitando o desenvolvimento do seu filho, fale sobre o ato sexual de modo positivo, com afeto e responsabilidade; os riscos de uma prática sexual desprotegida; a influência dos amigos nesta fase de descoberta; os riscos de violência sexual, tais como abuso, pedofilia, troca de imagens intimas pelo celular; o uso dos métodos contraceptivos; as mudanças do corpo e o cuidado com o corpo; a masturbação, e outros aspectos da sexualidade.

Dra. Mirian Valente – CRPSP 99520
 

ENCONTRE TEMPO PARA CONVERSAR COM SEUS FILHOS

Os pais devem compreender e vivenciar a fase de descoberta de seus filhos em relação à sua sexualidade e devem perceber a entrada dos filhos na puberdade. Procurem entendê-los facilitando o vínculo afetivo entre si. Os pais devem criar um ambiente de confiança para que haja uma proximidade entre seus filhos, de modo que não se sintam sozinhos, perdidos ou desorientados.
Qual o momento certo para conversar? Converse com seu filho sobre sexo quando ele fizer perguntas, quando houver interesse pelo corpo ou pelo assunto, ou seja, quando perceber a oportunidade. Se não houver perguntas compartilhe com seu filho as dúvidas que você tinha na idade dele. Escolha um ambiente adequado para conversar com seu filho com tranquilidade.

Dra. Mirian Valente – CRPSP 99520
 
 

OS PAIS SÃO REFERÊNCIAS PARA OS FILHOS NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE.

As crianças ficam motivadas para se identificarem com um dos pais porque vê no pai ou na mãe, uma pessoa com qualidades invejáveis que elas próprias desejam. Elas os vêem como seres poderosos, competentes e merecedores de amor de outras pessoas. Elas observam o comportamento dos pais e compreendem que eles possuem traços positivos, e assim tendem a imitar os sentimentos, os valores, suas ações e seus comportamentos. Por isso é importante que os pais estejam atentos para importância de ser uma referência positiva para os seus filhos.

Dra. Mirian Valente – CRPSP 99520
 

EDUCAÇÃO SEXUAL DAS CRIANÇAS.

As crianças vão crescendo e logo percebem que há meninos e meninas. Logo começam a estudar seu próprio corpo, comparam-se com os outros e reconhecem dois tipos anatômicos diferentes, nelas, nos pais e irmãos. Em certa altura começam a usar mais a flexão de gênero, masculino e feminino, percebendo assim as diferenças entre as coisas e as pessoas. As crianças fazem categorizações que dividirá o mundo em múltiplas classes e conjuntos, formas, cores ou tamanhos, e a diferenciação de gênero é uma destas primeiras categorizações.

É preciso ter cuidado com os estereótipos pois podem respresentar um problema na educação sexual das crianças. Os estereótipos sexuais são formados dentro de um contexto cultural que estabelece padrões do masculino e do feminino através da educação no meio familiar. Estes são um conjunto de idéias preconcebidas para explicar como homens e mulheres devem se comportar e que papéis devem desempenhar socialmente, como sendo próprias dos seres masculinos e femininos e influencia a formação de valores, crenças e habilidades.

Assim é relevante que os pais se conscientizem de quão importante é a responsabilidade e influência no processo educativo das crianças, pois é também a educação que transmitirá a elas a formação da identidade de gênero.

Dra. Mirian Valente – CRPSP 99520
 

VOCÊ CONHECE O SEU POTENCIAL PARA O PRAZER?


Você conhece o seu potencial para o prazer? Sabe como desenvolvê-lo? Descubra e experimente uma vida sexual e emocional satisfatória!

EM DESTAQUE:

ATENDIMENTO PSICOLÓGICO ONLINE

Benefícios do atendimento psicológico online: ​É seguro, há flexibilidade de horários, é acessível, há facilidade na comunicação, pode se...