quarta-feira, dezembro 30, 2015

Exposição Variações do Corpo Selvagem, Eduardo Viveiros de Castro

Muito interessante o trabalho do antropólogo e fotógrafo Eduardo Viveiros de Castro.
Recentemente estive na região central do Brasil em contato com a cultura dos Indios Xavantes, e está exposição de beleza singular vem de encontro com este momento em que estou descobrindo conhecimentos significativos...uma verdadeira viagem de além fronteiras!
Recomendo essa linda exposição que "extravasa o campo da antropologia" e nos coloca em contato com outras perspectivas sobre a diversidade cultural e a expressão artística fotográfica. Aberta até 16 de janeiro de 2016 no Sesc Ipiranga.





























sábado, setembro 19, 2015

Foucault, Deleuze e Derrida Frente à Crise - Scarlett Marton

Apaixonada em novas descobertas, em leituras e reflexões... em contato com os pensadores pós-estruturalistas!


quarta-feira, setembro 16, 2015

TIMIDEZ E ALIMENTOS...

Entre uma leitura e outra, descobertas...reflexões para compreender os modos de ser de cada individuo...estava lendo sobre TIMIDEZ UM MAL QUE ATUA EM SILÊNCIO, de Cláudio Maciel dos Santos e Adélia Juracy Zusea e encontrei as seguintes colocações interessantes!

"CRAWFORD & TAYLOR (2000) relatam que alimentos como açúcar, café, chá e comidas que contenham corantes artificiais, além da colocação de mercúrio nos dentes, estão relacionados com mudanças de humor, depressão, agitação, raiva, e dos sintomas físicos de luta e fuga, causados pela timidez. Como sintoma do envenenamento por mercúrio, tem-se o comportamento agressivo e foi comprovado que obturações feitas com mercúrio estão relacionadas com mudanças e problemas de comportamento. Já o açúcar, em sua forma comercial, diferentemente do natural, é um dos mais importantes modificadores de humor. Também é importante ressaltar que as bebidas químicas têm adicionado em sua composição o açúcar e que o organismo humano não possui enzimas necessárias para assimilar estas substâncias, revertendo em danos para o organismo humano. O açúcar comercial, também, é responsável pelo cansaço crônico, depressão, tristeza bem como outros malefícios que mudam o comportamento humano. CRAWFORD & TAYLOR (2000) relatam, ainda, que a carne também é extremamente prejudicial ao nosso humor e com o açúcar, colorantes e aditivos podem criar sérios problemas emocionais. Esse fato justifica-se pelo motivo de que o organismo do animal, ao ir para o abate, produz um elevado índice de adrenalina. Esta produção de adrenalina é ocasionada pelo medo e sofrimento por que passaram os animais. Ao se alimentar com esta carne o homem acaba por receber parte dessa adrenalina. Segundo CRAWFORD & TAYLOR (2000), foram comprovados, cientificamente, que, ao se eliminar a carne da dieta, acalmar-se-á o sistema das glândulas supra-renais; pois, quando isso ocorre, as pessoas, que sofrem de medos e ataques, melhoram. A alimentação para o ser humano funciona da mesma forma que o combustível para o motor de um carro, se o combustível não for original, tiver muitas misturas, o desempenho do motor será inadequado, terá problemas de funcionamento e, conseqüentemente, terá sua vida útil diminuída. É necessário descobrir o melhor combustível à venda no mercado. Para os seres humanos, da mesma forma, é necessário descobrir os alimentos naturais, os alimentos que não passaram por transformações químicas ou pelo crivo da ciência. Ao eliminar os alimentos, que causam prejuízos à saúde, ter-se-á uma vida melhor e as emoções destrutivas serão eliminadas pelo equilíbrio do organismo".

CRAWFORD, Lynne. TAYLOR, Linda. 2000. Timidez, esclarecendo suas dúvidas. São Paulo: Agora.

terça-feira, setembro 15, 2015

SEXO PÓS PARTO E RESGUARDO

Compartilhando um bate-papo com Patrícia Amorim do Portal Trocando Fraldas...


segunda-feira, setembro 07, 2015

TRANSTORNO DE PÂNICO

"A condição humana de desamparo independe de situações e realizações concretas desamparadoras, pois o desamparo primário é inerente à constituição do sujeito; o secundário, entretanto, decorre de sua condição de vida. Se o primeiro marca o humano, o segundo, mais circunstancial, vem sendo reforçado em meio a um contexto instável e inseguro. Assim, os níveis de angústia se elevam bastante, e, quando esta se torna incontrolável e invade o ego, o sujeito vive o desamparo, pois se sente sozinho, sem recursos e sem proteção. Surge, então, o transtorno de pânico, que, no nosso entender, expressa o desamparo atual." (Transtorno de Pânico: uma manifestação clínica do desemparo -http://www.scielo.br/pdf/pcp/v31n3/v31n3a02.pdf)

sexta-feira, setembro 04, 2015

ANDANTES

s

ANDANTES

Pé ante pé! Pés que seguem firmes, não vacilantes. Eis o sentido! O movimento que imprime ritmo. O caminho que se faz ao caminhar! Aceitando-se, amando-se, movendo-se sem medo. Desenhando, desnudando, linhas aqui, linhas acolá. A Luz influencia, ilumina os passos. Compreende sua importância? Muito além de diálogos vestidos, figura e fundo, espaços e lacunas. Andantes são estes no caminho! Estão prontos! A despeito do tempo e da distância, movem-se em plena consciência numa mesma direção, enquanto lidam com a solidão e com os desafios! Alcançam nova compreensão sobre a vida. Caminhar continuamente! Pés fincados no conforto da presença, na sintonia fina. Mestre e discípulo, pegadas. Marcas indeléveis registradas na forma de pensar e de amar! Ensinam e aprendem enquanto caminham. Andante, andantes a levar a cruz, suavizando o percurso, sem retrocesso, seguindo adiante! 
Texto e desenho: Mirian Lopes, 31/08/2015

II CONLAPSA - II CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE PSICANÁLISE NA UNIVERSIDADE

II Conlapsa - II Congresso Latino-Americano de Psicanálise na Universidade


Quando descobrimos nosso caminho e somos apaixonados pelo nosso fazer, encontramos a alegria! Finalmente, poder a cada minuto do meu tempo, abraçar por inteiro o que escolhi exercer, estar com outros, no acolhimento de sua fala, na escuta de seu discurso, e na construção de sentidos é algo inspirador! Poder relatar um pouco dos três dias em que estive presente neste Congresso e ampliar minha visão sobre diversos conhecimentos e experiências de profissionais competentes, é de fato um presente! 

Ah! A arte... "a que é capaz de expressar o desamparo da inteligência humana"... poder ouvir um pouco a explanação sobre Freud e o Moisés de Michelangelo! Interessante a apresentação do tema Psicanálise, Artes e Literatura, coordenado pela professora Laéria Fontenele (Universidade Federal do Ceará) com professores Nadia Paulo Ferreira (Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Betty Bernardo Fuks (Universidade Veiga Almeida, Rio de Janeiro e Karla Patrícia Holanda Martins (Universidade Federal do Ceará) 

E que maravilha o intercâmbio com a filosofia!
"O que nos força a pensar é o signo. O signo é objeto de um encontro; mas é precisamente a contingência do encontro que garante a necessidade daquilo que ele faz pensar. O ato de pensar não decorre de uma simples possibilidade natural; ele é, ao contrário, a única criação verdadeira. A criação é a gênese do ato de pensar no próprio pensamento." Gilles Deleuze

Que encantamento poder ouvir sobre Psicanálise e Filosofia, na apresentação tão maravilhosa feita pelo Professor Christian Dunker do Instituto de Psicologia... 

E conhecer um pouco mais sobre Psicanálise e Violência, coordenado pela Profa. Rita Manso (Universidade do Estado do Rio de Janeiro); com Profs. Heloisa Caldas (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e Paulo César Endo (Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo)!

E as amizades que fazemos...maravilhoso! E que venham os próximos encontros!










ANALÍTICS