segunda-feira, janeiro 29, 2018

PROJETO A ARTE DE VIVER A DOIS



​Relacionamentos amorosos fortes e saudáveis melhoram a vida em todos os aspectos, podem ser a fonte de felicidade e são um investimento. Porém, quando os relacionamentos não funcionam podem resultar em insatisfações, dificuldades e chateações. A boa notícia é que você pode tomar decisões e fazer escolhas para melhorar seu relacionamento amoroso. Saiba que no investimento amoroso as recompensas são muito maiores do que os esforços!

Portanto, o PROJETO A ARTE DE VIVER A DOIS, organizado pela Psicóloga e Sexóloga Mirian Bernardes Lopes Valente CRP 06/99520, tem a finalidade de orientar:
  • as pessoas solteiras que desejam entender melhor a dinâmica dos relacionamentos;
  • as pessoas que estejam bem em seu relacionamento e desejam melhorar ainda mais a relação;
  • as pessoas que desejam entender as dificuldades de seu relacionamento e querem melhorar.

Neste projeto serão realizados encontros online via Skype e os materiais de leitura serão disponibilizados via e-mail.

Serão realizados 20 encontros, sendo um encontro semanal online com duração de uma hora cada. 

Nos encontros serão abordados:
 
  • A importância de escolher, criar, manter e melhorar o relacionamento amoroso;
  • As principais causas do desgaste do relacionamento amoroso;
  • O poder da comunicação empática;
  • A consciência do amor próprio e das necessidades emocionais no relacionamento amoroso;
  • A liberdade para amar sem medo e ressentimentos;
  • Desenvolvendo a intimidade, a cumplicidade e o romantismo no relacionamento amoroso.

​Forma de pagamento: Transferência ou Depósito Bancário.

Tem alguma dúvida? Entre em contato conosco através do email psicoeduart@gmail.com

CONVERSE COM SEU FILHO SOBRE SEXUALIDADE.

A sexualidade nasce com os seres humanos, e além de ser uma das esferas mais importantes da vida, é inerente à sua condição natural. Ela está presente ao longo da vida, embora nem sempre sejamos conscientes dela. Primeiro esta presente em estado latente e depois vem brotando vivamente na puberdade até se instalar na plenitude da maturidade e se estendendo até a velhice.

Nos bebês é uma conduta institiva que os leva a explorarem com simplicidade os seus genitais, tal como acontece com as outras partes do corpo. Na primeira infância, as crianças sentem uma viva curiosidade que é o que as levam a inventarem jogos para explorarem as diversas zonas do próprio corpo, e que mais tarde serão a base de sua vida sensual. Também em brincadeiras com outras crianças comparam entre elas as semelhanças e as diferenças existentes.

É nesta tenra idade que interrogam aos adultos sobre as diferenças que percebem entre os seus corpos e os dos mais velhos: - porque os homens da família tem o pênis maior do que o deles? Porque alguns tem barba e bigode? Porque os seios da mãe são maiores do que os das meninas? Como nascem os bebês? e outras perguntas. Aquilo que parece ser uma saudável curiosidade durante a infância, por causa da observação do seu próprio corpo e dos outros, na puberdade torna-se um assunto pessoal, porque é nesta fase que se tornam protagonistas de uma autêntica transformação.

Portanto, o que conversar com seus filhos? respeitando o desenvolvimento do seu filho, fale sobre o ato sexual de modo positivo, com afeto e responsabilidade; os riscos de uma prática sexual desprotegida; a influência dos amigos nesta fase de descoberta; os riscos de violência sexual, tais como abuso, pedofilia, troca de imagens intimas pelo celular; o uso dos métodos contraceptivos; as mudanças do corpo e o cuidado com o corpo; a masturbação, e outros aspectos da sexualidade.

Dra. Mirian Valente – CRPSP 99520
 

ENCONTRE TEMPO PARA CONVERSAR COM SEUS FILHOS

Os pais devem compreender e vivenciar a fase de descoberta de seus filhos em relação à sua sexualidade e devem perceber a entrada dos filhos na puberdade. Procurem entendê-los facilitando o vínculo afetivo entre si. Os pais devem criar um ambiente de confiança para que haja uma proximidade entre seus filhos, de modo que não se sintam sozinhos, perdidos ou desorientados.
Qual o momento certo para conversar? Converse com seu filho sobre sexo quando ele fizer perguntas, quando houver interesse pelo corpo ou pelo assunto, ou seja, quando perceber a oportunidade. Se não houver perguntas compartilhe com seu filho as dúvidas que você tinha na idade dele. Escolha um ambiente adequado para conversar com seu filho com tranquilidade.

Dra. Mirian Valente – CRPSP 99520
 
 

OS PAIS SÃO REFERÊNCIAS PARA OS FILHOS NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE.

As crianças ficam motivadas para se identificarem com um dos pais porque vê no pai ou na mãe, uma pessoa com qualidades invejáveis que elas próprias desejam. Elas os vêem como seres poderosos, competentes e merecedores de amor de outras pessoas. Elas observam o comportamento dos pais e compreendem que eles possuem traços positivos, e assim tendem a imitar os sentimentos, os valores, suas ações e seus comportamentos. Por isso é importante que os pais estejam atentos para importância de ser uma referência positiva para os seus filhos.

Dra. Mirian Valente – CRPSP 99520
 

EDUCAÇÃO SEXUAL DAS CRIANÇAS.

As crianças vão crescendo e logo percebem que há meninos e meninas. Logo começam a estudar seu próprio corpo, comparam-se com os outros e reconhecem dois tipos anatômicos diferentes, nelas, nos pais e irmãos. Em certa altura começam a usar mais a flexão de gênero, masculino e feminino, percebendo assim as diferenças entre as coisas e as pessoas. As crianças fazem categorizações que dividirá o mundo em múltiplas classes e conjuntos, formas, cores ou tamanhos, e a diferenciação de gênero é uma destas primeiras categorizações.

É preciso ter cuidado com os estereótipos pois podem respresentar um problema na educação sexual das crianças. Os estereótipos sexuais são formados dentro de um contexto cultural que estabelece padrões do masculino e do feminino através da educação no meio familiar. Estes são um conjunto de idéias preconcebidas para explicar como homens e mulheres devem se comportar e que papéis devem desempenhar socialmente, como sendo próprias dos seres masculinos e femininos e influencia a formação de valores, crenças e habilidades.

Assim é relevante que os pais se conscientizem de quão importante é a responsabilidade e influência no processo educativo das crianças, pois é também a educação que transmitirá a elas a formação da identidade de gênero.

Dra. Mirian Valente – CRPSP 99520
 

VOCÊ CONHECE O SEU POTENCIAL PARA O PRAZER?


Você conhece o seu potencial para o prazer? Sabe como desenvolvê-lo? Descubra e experimente uma vida sexual e emocional satisfatória!

EM DESTAQUE:

ATENDIMENTO PSICOLÓGICO ONLINE

Benefícios do atendimento psicológico online: ​É seguro, há flexibilidade de horários, é acessível, há facilidade na comunicação, pode se...