domingo, maio 08, 2011

SER MÃE

Por Mirian Lopes

Uma dádiva da criação divina: SER MÃE. Mulher que acolhe em si a continuação da vida. Nesta data comemorativa chamado de "Dia das Mães", cabem reflexões: o quanto respeitamos este lugar concedido pela natureza, de podermos abrigar em nós esta missão de amor e de desprendimento. Como nos tornamos mães, como nos tornamos filhos? Mais do que uma data comercial, em que vemos o corre-corre  das pessoas nas lojas em busca do presente ideal para a mãe, é bom lembrar como nos relacionamos com esta figura materna no cotidiano. O quanto a fazemos sorrir de alegria, o quanto a fazemos chorar de emoção! Quantas vezes dizemos "EU TE AMO"? O quanto expressamos nossa gratidão para aquela que nos gerou em amor? Como filhos, nunca é tarde para abraçarmos; nunca é tarde para vivermos cada minuto junto da nossa mãe...
Como mães, também é bom lembrar, qual a qualidade de nossa relação com nossos filhos...Respeitar o ser, o qual tivemos o mistério de  encontrar, seja em nosso ventre, seja em nossos braços em acolhimento...Quantas vezes somos capazes de ouvir nossos filhos? De olhar em seus olhos e abrigá-los ainda que em silêncio? Mais do que provê-los de cuidados diários para seu bem estar físico e emocional,  devemos compreendê-los e ouvi-los. Mais do que uma função social, ser mãe é estar junto com o outro em um constante vir-a-ser-no-mundo...

Deixo aqui minha homenagem a todas a mamães!
Um poema que escrevi, ao pensar o significado da mãe:  


MÃE


Mirian Lopes

Meus lábios dizem: Mãe!

Criatura divina,

Dádiva de Deus.

Formosa tu és.

Teu nome,

Uma doce canção!

Teus olhos,

Ternura sobre nós.

Tu és fonte de vida, Mãe!

Em ti está o milagre.

Mulher abnegada,

Em ti o mistério do ser!

Mulher virtuosa,

Em ti está a alegria.

Mulher incansável, Mãe!

Em ti, o amor incondicional,

Simplesmente amor.

Mãe, te amo!

ANALÍTICS