terça-feira, julho 12, 2016

SOBRE A IMAGEM CORPORAL



...sobre a imagem corporal...

“Para Schilder a imagem corporal é a representação que um indivíduo faz do eu corpo, em sua mente (tradução inglesa) ou em seu espírito (tradução francesa). Naturalmente, a escolha do termo é enviesada pela perspectiva cultural desses países. Considerando tratar-se de uma representação psicológica, a imagem corporal integra os níveis físicos, emocional e mental em cada ser humano, com respeito à percepção da sua corporalidade.

A imagem corporal é colocada por Schilder como o conceito moderno capaz de operar as três estruturas constituintes da complexa relação que criamos com o nosso próprio corpo:

Estrutura fisiológica: responsável pelas organizações anatomofisiológicas que dispõem o arcabouço ósseo, muscular, nervoso e hormonal em suas inter-relações particulares a cada indivíduo. Incluem-se nesta estrutura contribuições geneticamente herdadas e as modificações sofridas pelas funções somáticas durante as fases anteriores da vida do sujeito.

Estrutura libidinal: considerada como o conjunto das experiências emocionais, vividas nos relacionamentos, desde a gestação. Aqui o conceito de libido refere-se ao quantum de energia investida em determinando órgão ou função e liga-se indiretamente com o grau de satisfação que o indivíduo tem consigo mesmo.

Estrutura sociológica: derivando-se parcialmente dos intercâmbios pessoais, a imagem corporal está formada também à base da aprendizagem dos valores culturais e sociais. Esta estrutura aborda especialmente os motivos pelos quais as pessoas de um grupo tendem a valorizar certas áreas ou funções, o papel das vestes e dos adornos na comunicação social, assim como do olhar e dos gestos.” 

(Lucy Penna, O corpo sofrido e mal-amado: as experiências da mulher com o próprio corpo, p. 27-28)

Imagem: Alex Alemany

ANALÍTICS