AROMA DE CAFÉ

AROMA DE CAFÉ

A água em ebulição derramada sobre o filtro claro a dissolver a cor marrom. Nas xícaras, aroma agradável que se eleva alcançando sentidos, provocando bem-estar, evocando memórias, boas lembranças carregadas pelo tempo. O prazer de debruçar sobre as estórias, as imagens, a degustar o que se apresenta para os olhos. O ritual implícito no sabor de um bom café, acompanhado de sorrisos, conversas entrecortadas de sentidos. Um lugar ocupado por mim e por você, um espaço histórico, onde a beleza colore: coisas mágicas do existir. Perceber detalhes, estar presente literalmente diante do outro, diante de si mesmo. Só compreende quem vivencia a leveza de encontros singulares, regados pelo aroma de café; mais do que uma bebida rústica ou sofisticada, um pretexto ou contexto para desligarmos das tensões diárias, e sem pretensões, chegar, ficar assim viajando na névoa quente que sai da xícara e se desfaz no ar. Como aprecio instantes assim: nossos instantes de vida.

Texto e desenho: Mirian Lopes
28/06/2015



Postagens mais visitadas deste blog

PSICOLOGIA SÓCIO-HISTÓRICA: SUBJETIVIDADE E MUNDO SOCIAL

DINÂMICA DE GRUPO - CONCEITOS DA TEORIA DE WILL SCHUTZ

PSICOMOTRICIDADE: PRINCIPAIS CONCEITOS