PRINCÍPIOS DA GOVERNANÇA CORPORATIVA

Olá internautas,

Tenho estudado com afinco, temas relacionados a Administração Geral e a Administração Pública. Entre uma leitura e outra encontrei artigos interessantes  sobre os temas Liderança, Estratégias e Planos, Resultados, Processos e Modelos de Excelência em Gestão.  Navegando no site do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa  IBGC encontrei os princípios a seguir, que certamente se aplicam aos gestores da Administração Pública. Vale uma reflexão e também a aplicação...

Princípios da Governança Corporativa:

- Transparência: mais que a obrigação de informar é o desejo de disponibilizar para as partes interessadas as informações que sejam de seu interesse e não apenas aquelas impostas por disposições de leis ou regulamentos. A adequada transparência resulta um clima de confiança, tanto internamente, quanto nas relações da empresa com terceiros. Não deve restringir-se ao desempenho econômico-financeiro, contemplando também os demais fatores (inclusive intangíveis) que norteiam a ação gerencial e que conduzem à criação de valor.

- Equidade: caracteriza-se pelo tratamento justo de todos os sócios e demais partes interessadas (stakeholders). Atitudes ou políticas discriminatórias, sob qualquer pretexto, são totalmente inaceitáveis.

- Prestação de contas (accountability): os agentes de governança devem prestar contas de sua atuação, assumindo integralmente as conseqüências de seus atos e omissões.

- Responsabilidade Corporativa: os agentes de governança devem zelar pela sustentabilidade das organizações, visando à sua longevidade, incorporando considerações de ordem social e ambiental na definição dos negócios e operações.
 
CULTURA DE EXCELÊNCIA
 
Para que se promova a cultura de excelência, a criação de valor e o desenvolvimento sustentável, é necessário que haja convergência nas ações relativas a todos os setores, unidades e processos organizacionais, levando-se em consideração as expectativas e requisitos de todas as partes interessadas. Para tanto, é fundamental que os líderes na governança da organização estabeleçam um conjunto de valores e princípios organizacionais que definam os pilares do comportamento organizacional e o rumo a ser seguido de forma a balizar as decisões, as ações das pessoas e as formas mais adequadas de controle dos atos da direção. Esses princípios contemplam as orientações que a organização deve seguir, por exemplo: missão, visão, políticas , princípios gerenciais, compromisso com partes interessadas e códigos de conduta. Eles sintetizam claramente a causa da organização e são fundamentais para o êxito do exercício da liderança - o principal motor da motivação profissional nas organizações é a causa pretendida.
Daí as perguntas:
 
Como queremos conduzir nossos negócios?
Como queremos tratar nossas partes interessadas?
O que valorizamos?
Em que acreditamos?
 
A missão é a expressão da razão de ser de uma organização; enfim é o seu propósito. Por outro lado, a visão representa um estado futuro desejado, um direcionamento para a organização. De forma implícita e explícita, a visão deve definir um conjunto de metas audaciosas.
 
FONTE:
Liderança. Cadernos de Excelência . FNQ 2008.
IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa.

Postagens mais visitadas deste blog

PSICOLOGIA SÓCIO-HISTÓRICA: SUBJETIVIDADE E MUNDO SOCIAL

DINÂMICA DE GRUPO - CONCEITOS DA TEORIA DE WILL SCHUTZ

PSICOMOTRICIDADE: PRINCIPAIS CONCEITOS